top of page

Ator Carlos Casagrande destaca a importância de fazer um seguro saúde internacional.

Atualizado: 2 de ago. de 2019

Olá pessoal, eu gostaria de compartilhar algo muito importante com vocês. Como muitos já sabem, desde 2016 eu resido em Miami, nos Estados Unidos. E quando tomei essa decisão junto com a minha familia, uma das primeiras preocupações era em relação aos planos de saúde.


Eu comecei então a pesquisar quais opções nós teríamos para o mercado americano, porém, eu não queria deixar pra trás todos os meus médicos brasileiros que cuidaram de mim e da minha família por tantos anos.

Nesta busca, me deparei com várias marcas de planos globais como Alliance Global, GBG, Wellaway, Best Doctors, entre outros. E eu descobri que esses planos eram extremamente completos e todos regidos pelo FDA americano.

Depois de entender como funciona, eu logo migrei para um plano Global. Eu acabei descobrindo inúmeras vantagens, inclusive que eu posso usar qualquer hospital do mundo, e ainda escolher o médico que eu gostaria de ser atendido, tenho liberdade total! Nem médico, nem Hospital precisam ser credenciados do plano.


Agora o custo foi que me surpreendeu, eu paguei no plano internacional, praticamente o mesmo valor que eu pagava no meu plano nacional no Brasil.


Outra vantagem, é que esses planos globais atendem nos melhores hospitais brasileiros, como Albert Einstein, Sirio Libanês, Rede D’Or, ou seja, a maioria desses hospitais já possuem seus próprios departamentos internacionais.


Na prática, passei a ter o mesmo padrão do meu plano de saúde nacional que era ótimo, mas com um acréscimo importante, agora eu e minha família temos a cobertura completa contratada no plano, em qualquer lugar do mundo sem restrições. Portanto tanto no Brasil como no exterior, eu mesmo posso escolher os hospitais e os médicos.


Muito diferente do seguro-viagem que eu costumava usar, com diversas limitações e restrições de atendimentos.


Passei também a ter algumas vantagens adicionais, como por exemplo o check-up anual executivo do Fleury a custo zero.


Outro exemplo é o programa de segunda opinião médica. Um amigo se beneficiou deste programa, infelizmente ele passava por um tratamento mais crítico de coluna, e o próprio plano procurou especialistas ao redor do mundo para se certificar que o tratamento era o correto.


Minha dica, é que vale a pena ao menos você pedir um orçamento e comparar.

Por mais completo que seja suas coberturas nos planos domésticos, eu posso lhe afirmar, eu tinha o mesmo e não me arrependi de fazer a troca.


Escrevi esta carta para dar meu testemunho e não pra vender uma marca de plano específico.


E com carinho aproveitar para avalisar o trabalho do meu amigo Roger Corrêa,

Eu gostaria de finalizar afirmando, que mesmo você residindo no Brasil, ainda assim pode compensar a troca de planos.


Agora se você mora no exterior e não tem…você deveria migrar imediatamente!

272 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page